A polícia já tem o nome de quatro suspeitos do assassinato do diretor do Teatro da Praça, de Araucária, Eliseu Woronkoff, de 42 anos, morto com 40 golpes de faca. O corpo foi encontrado às 7h de terça-feira, em um matagal próximo à Rua Espírito Santo, no Parque Cachoeira.

O delegado disse que ouviu algumas testemunhas que confirmaram que a vítima tinha relacionamentos homossexuais. “Acreditamos que isto pode ter relação com o homicídio”, adiantou. Ele comentou que até ontem o carro da vítima, um Ka, levado pelo assassino, não havia sido encontrado. “Acredito que o motivo da morte não foi o roubo, mas sim passional”, salientou.

O delegado informou que a vítima foi deixada em casa por uma amiga, por volta da 0h45 de terça-feira de carnaval. “Pelo estado da moradia, ela recebeu uma visita depois, que tudo indica que seja o autor do crime”, relatou. Ele disse que no local foram recolhidos copos de vinhos e tocos de cigarro, que seriam do assassino, já que a vítima não fumava. Nenhum objeto da moradia desapareceu. “Estamos aguardando o laudo da Polícia Científica. As impressões deixadas podem indicar o autor”, contou o delegado.