Policiais civis do Grupo de Diligências Especiais (GDE), da 15.ª Subdivisão Policial, prenderam, na tarde de domingo (02), um homem, de 35 anos, suspeito de estuprar a própria filha, de 13, em Cascavel, região Oeste do Estado. Ele foi preso em flagrante na sua residência, no reassentamento São Francisco.

Segundo o delegado Marcos Fernando da Silva Fontes, o avô paterno da garota fez o boletim de ocorrência na delegacia, horas depois do estupro. ?Aproveitando a ausência dos avós da menina, o homem cometeu o estupro, às 8 horas, no quarto da filha. Quando os avós da garota chegaram, a adolescente contou o que havia acontecido. Por volta das 13 horas, o homem saiu para beber e seu próprio pai foi até a delegacia prestar queixa?, contou o delegado.

De acordo com Fontes, assim que foi feita a denúncia, a polícia foi até o local para prender o suspeito, que já havia voltado para casa. ?Quando ele percebeu a chegada das viaturas, se escondeu debaixo da cama, mas não conseguiu evitar a prisão. Ele negou ter cometido o estupro mas admitiu que, quando viu sua filha deitada na cama, deitou-se ao seu lado e fez carícias íntimas no corpo da filha?, disse o delegado.

Segundo a polícia, a menina passará por exames, que podem comprovar o crime. O delegado informou que pediu ao Instituto Médico-Legal (IML) exames de lesões corporais, conjunção carnal e de ato libidinoso.

O homem será indiciado pelo crime de atentado violento ao pudor, cuja pena é a mesma do estupro, de seis a 10 anos de reclusão. ?O acusado está detido na 15.ª Subdivisão Policial e será encaminhado ao Centro de Detenção e Ressocialização (CDR) de Cascavel?, completou o delegado.