A Polícia Militar do Paraná prendeu, no fim da noite de quinta-feira (17), quatro pessoas suspeitas de participar do assalto a uma chácara na zona rural de São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba. O proprietário da chácara atirou contra os dois assaltantes que invadiram a casa, matando Miguel Ermínio da Costa Filho, 25. Foram presos na seqüência Roberson Eduardo dos Santos, 21, Gilmar dos Santos Bandeira, 24, Cleverson dos Santos, 25, e outro rapaz, identificado como Roberto Carlos dos Santos. A polícia também apreendeu um revólver calibre 38 e uma pistola 380.

O assalto aconteceu por volta das 22h30. Roberto e Miguel entraram na chácara, que fica na localidade de Agaraú, e renderam toda a família. De acordo com a polícia, eles passaram a torturar as vítimas, quando o proprietário da chácara sacou um revólver calibre 38 que estava debaixo de sua perna e atirou nos dois bandidos.

Miguel morreu na hora. Na seqüência, Roberson foi socorrer Roberto em uma Caravan, juntamente com Gilmar, e o levaram para o Hospital do Trabalhador. Eles foram presos no hospital, pela Polícia Militar. Cleverson dos Santos foi preso na seqüência pela PM e está sendo apurada sua participação direta ou indireta no assalto.

O dono da chácara, um homem de 76 anos, também foi encaminhado para a delegacia de São José dos Pinhais. Com ele foi apreendido um revólver calibre 38. A polícia também encontrou uma pistola calibre 380 que teria sido utilizada durante o assalto pelos bandidos. De acordo com a Polícia Civil, Gilmar também é suspeito de ter participado do assassinato de um agente penitenciário, no final de 2007.