Assalto a uma residência, na noite de domingo, em Piraquara, terminou com um suspeito morto e dois presos. A quadrilha roubou o carro de um consultor financeiro, na porta de casa e tentou extorquir a vítima, pedindo R$ 1.500,00 pelo “resgate” do veículo. A polícia foi avisada e, no local marcado para efetuar a transação, frustrou a ação dos assaltantes.

Houve troca de tiros. Henrique Machado a Silva, 19, morreu. Luciano Castanheira, 34 anos, e Rafael da Luz de Camargo, o “Rafinha”, 25, que já tem passagem pela polícia por furto, foram detidos. A polícia procura pelo quarto comparsa, identificado como “Guerreiro”, que conseguiu fugir.

Crianças

O consultor contou que se preparava para jantar com a família, por volta de 23h30 de domingo, quando ouviu alguém bater palmas em frente à residência, na Rua Marechal Deodoro da Fonseca, Vila Araçatuba. O homem foi ao portão e foi rendido por três assaltantes.

“Eles me mandaram ajoelhar e disseram para eu fazer minha última reza”, contou. Quando o pai da vítima abriu a porta da casa e apareceu com os dois netos (filhos do consultor), de 3 e 7 anos, os assaltantes “baixaram a guarda” e falaram que apenas queriam levar o carro da vítima. Os bandidos fugiram com o Gol e o celular da vítima.

Antes de escapar, o trio ameaçou matar as crianças, caso a polícia fosse chamada. Porém, a vítima não deu ouvidos aos marginais e ligou para o celular roubado.

“Os ladrões me pediram o dinheiro se eu quisesse ver meu carro de volta”, relatou. A partir disso, a polícia montou o plano de “resgate”, que foi marcado para as 2h em frente a uma cancha de futebol, ao lado de um matagal na Vila Rosa.

Reação

Policiais do serviço reservado da PM (P2) com apoio da Rone (Rondas Ostensivas de Natureza Especial) cercaram a região. A vítima acompanhou a ação carregando uma sacola com uma carteira de cigarro, fazendo a vez do dinheiro.

Os marginais, que agora estavam em quatro, perceberam a emboscada e atiraram contra os policiais, que revidaram. Henrique morreu no local. Dois foram presos e o quarto fugiu. Há informações que ele já teria sido baleado na semana passada. Com os bandidos, a polícia apreendeu duas pistolas de calibres 380 e 765.

Fábio Alexandre
Luciano e Rafael foram levados à delegacia local.