Depois da divulgação do retrato falado de um dos homens acusado de matar um senhor de 65 anos para roubar um Vectra na Linha Verde, no Pinheirinho, no início do mês, a população fez denúncias e a Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV) conseguiu identificar o suspeito. Anderson Lorenzo Lima de Andrade, 26 anos, o “Dedé”, permanece foragido. O comparsa dele ainda não foi identificado.

Em 5 de agosto, de acordo com o delegado Cassiano Aufiero, Anderson e o outro rapaz tentaram roubar um Sandero, que seria entregue para desmanche. O motorista do veículo, entretanto, se assustou, acelerou o veículo e conseguiu fugir. Os assaltantes atiraram contra o carro, porém não atingiram ninguém.

Após os disparos, várias pessoas que estavam no local olharam para eles. Para fugir de lá, eles decidiram roubar o primeiro carro que viram pela frente. Odair Fernandes, 65 anos, tinha estacionado o Vectra na frente de uma empresa para buscar o filho, minutos antes. O rapaz viu os assaltantes se aproximando por trás de seu pai e tentou avisar a vítima. Quando Odair virou-se na direção do ladrão, foi atingido por um tiro no rosto.

A dupla fugiu com o Vectra, que foi encontrado abandonado no dia seguinte. O filho chamou socorro, mas o pai não resistiu e morreu em seus braços.

Todas as testemunhas foram ouvidas e ajudaram na confecção do retrato falado. O desenho ficou muito parecido com Anderson. Ele, que seria o autor do disparo que matou Odair de acordo com as investigações, já esteve preso por ameaça, por roubo, e era investigado por um homicídio. Quem tiver informações da localização dele ou sobre o comparsa pode fazer denúncias para a DFRV através do telefone (41) 3314-6400. O denunciante não precisa se identificar.

Divulgação/DFRV
Anderson já esteve preso por roubo e é investigado por homicídio