A prisão de dois estelionatários, que faziam compras com notas falsas no litoral, acendeu o alerta e a Polícia Militar pede a comerciantes que tomem cuidado ao receber notas de alto valor. Na tarde de sábado, um rapaz, de 18 anos, e um adolescente, foram pegos com R$ 1,4 mil em dinheiro falso, em Praia de Leste, Pontal do Paraná. No dia seguinte, um casal foi preso com R$ 600, também falsificados, desta vez, em Guaratura.

“Acreditamos que possa existir mais dinheiro falso circulando”, alerta o coordenador da Operação Verão, tenente-coronel Lanes Randal Prates. De acordo com o oficial, o comerciante deve atentar para alguns detalhes das notas. “Tem as marcas d’água, o papel, os símbolos, os relevos, entre outras características que podem ajudar na hora da dúvida. Se a desconfiança permanecer, de alguma forma acione a PM por meio do 190 que iremos até o local para fazer os encaminhamentos necessários”.

O crime de falsificação de moeda prevê pena de três a 12 anos de reclusão. “É importante o acionamento da PM para a coleta de informações junto aos comerciantes ou ao cidadão que foram vítimas do crime e para o devido encaminhamento dos suspeitos à Polícia Federal ou à Polícia Civil”, esclarece Prates.

Prisões

Os R$ 1,4 mil em notas falsas, de vários valores, foram apreendidos depois de levantamento de informações feito pela Agência Regional de Inteligência. Os dois rapazes informaram aos policiais militares que são de Campina Grande do Sul e foram encaminhados à Polícia Federal em Paranaguá. No domingo, o casal, com R$ 600 falsos, estava acompanhado do filho, de 2 anos, um adolescente e outra crianças. Os suspeitos tinham tentado comprar uma camiseta de R$ 35 e com uma nota de R$ 100 falsa. O garoto e as crianças foram encaminhados ao Conselho Tutelar, e o casal à PF.