A Polícia Federal apreendeu aproximadamente 2.100 comprimidos ecstasy, no final da tarde de sábado, 25 de fevereiro, no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, quando eram transportados escondidos no corpo de dois passageiros.

O destino da droga seria a cidade de Brasília. Na continuidade das investigações foram presas outras duas pessoas que foram indicadas como sendo os fornecedores da substância entorpecente apreendida. 

A ação aconteceu por volta das 16h30min, quando policiais federais realizavam fiscalização dos passageiros de vôo com destino a cidade de Brasília. O passageiro D.R.S., nacionalidade brasileira, união estável, 28 anos, professor de Capoeira, residente em Taguatinga aparentava estar nervoso.

Depois de uma entrevista, seguida de busca pessoal, foram encontrados três pacotes contendo vários comprimidos a granel, dois deles sob a roupa íntima, na região pubiana, e outro, numa de suas meias. Os comprimidos apresentaram peso total de 235,81gramas.

Continuando com a entrevista, D.R.S. disse que estava acompanhado por um amigo, que também estava portando comprimidos da droga e viajaria no mesmo vôo. Abordado L.F.G.R., nacionalidade brasileira, solteiro, 27 anos, desempregado, residente em Brasília, foram localizados mais três pacotes, contendo comprimidos com as mesmas características, na região pubiana da referida pessoa, apresentando peso total de 281,93 gramas.

As características de apresentação dos comprimidos eram similares ao entorpecente vulgarmente conhecido como ecstasy. Segundo os detidos, foram adquiridos no Paraguai, com finalidade comercial.