Foto: Alberto Melnechuky

Eronildo foi esfaqueado várias vezes.

O pedreiro alagoano Eronildo Vieira da Silva, 33 anos, foi assassinado com várias facadas, por volta de 22h30 de domingo.

O crime aconteceu em frente à casa onde ele morava, na Rua João Furman, entre as Ruas Caetano Rusenente e Euclides Bernardino Lima, no Jardim Eugênia Maria, Campina Grande do Sul.

Segundo o investigador Jayme Semzyk, da delegacia do município, Eronildo havia passado a tarde de domingo bebendo em um bar. Por volta de 21h30, foi para casa. ?As pessoas que estavam com ele no bar disseram que, durante o tempo que esteve lá, não houve nenhum desentendimento?, explicou o investigador.

Suspeitos

Alguém chamou Eronildo do portão. Ele foi ver quem era e, quando chegou na rua, foi ferido com várias facadas no peito. ?Familiares disseram que ele não tinha inimigos, no entanto, já temos alguns suspeitos e vamos trabalhar firme durante a semana?, completou Jayme, que preferiu não contar o nome das pessoas investigadas para não atrapalhar o trabalho da polícia.