Desde agosto as peças de veículos sinistrados são etiquetadas por policiais da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV). Segundo informações da assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública, cerca de 10 mil peças já estão identificadas.