A vítima estava ao volante
do gol quando recebeu o tiro.

No meio do movimentado trânsito das 18h30 de quinta-feira, motorista e passageiro de um Gol discutiram feio. O passageiro inesperadamente sacou uma arma e atirou na cabeça de Celso Rodrigues de Souza, 36 anos, provocando um acidente na Rua Nossa Senhora de Lourdes, esquina com a Rua Francisco H. dos Santos, Jardim das Américas. A vítima do disparo morreu em seguida, no Hospital Cajuru.

Uma testemunha do crime, Hélio, contou à Delegacia de Homicídios que todos estavam na casa de Vílson – irmão de Celso -, no Bacacheri. No fim da tarde, Celso, Hélio e um rapaz conhecido apenas como “Neguinho” sairam com o Gol KCM-2361, de Novo Hamburgo (RS).

Discussão

Durante o trajeto, Celso e “Neguinho” – que estava no banco de trás -, começaram a discutir por uma dívida referente à venda de um carro. Perto da Shopping das Américas, “Neguinho” encerrou a discussão sacando um revólver calibre 38 e atirando na cabeça do desafeto.

Celso largou o volante e caiu no colo de Hélio, que estava na frente, no banco do passageiro. O Gol bateu um outros quatro veículos e, quando parou, “Neguinho” abriu a porta e desapareceu. A testemunha levou a vítima no mesmo carro para o hospital, onde o rapaz morreu na mesma noite.

Vilson Rodrigues, 40 anos, não estava em casa quando o irmão e os conhecidos se reuniram. Celso trabalhava com ele na fabricação e venda de móveis sob medida, mas também mexia com compra e venda de carros usados. “Não sei de onde veio este Gol. Deve ter sido de algum rolo”, falou. O irmão disse já ter visto o suspeito duas vezes em companhia da vítima, mas não soube dizer seu nome ou onde mora.