De acordo com levantamento da Associação Brasileira das Empresas de Softwares (Abes) e da Entertainment Software Association (ESA), com dados do primeiro trimestre deste ano, o Paraná está segundo lugar na lista com maior número de apreensões de CDs de programas de computador falsificados, ficando atrás do Rio de Janeiro e à frente de Minas Gerais.

O levantamento, divulgado ontem, aponta que no primeiro trimestre, cerca de 139,5 mil CDs de softwares foram apreendidos em todo o Estado, principalmente em Foz do Iguaçu. No Brasil o número chega a mais de 759,2 mil itens confiscados.

Destruição

Ainda de acordo com o levantamento, durante de janeiro a março, órgãos policiais dos estados realizaram 181 operações para fiscalizar a venda desses produtos. Todos os produtos apreendidos ficam arquivados em galpões aguardando decisão judicial para destruição. No caso do Paraná, as operações foram efetuadas pela Polícia Federal e estão guardados em um depósito da Receita Federal em Foz do Iguaçu.