O ex-presidiário Osny Stavas Júnior, 22 anos, foi executado a tiros na frente de um bar, na noite de quinta-feira, na Vila Grécia, em Almirante Tamandaré. Os pais de Osni presenciaram os marginais executando o filho com dois tiros na cabeça na rua de casa.

Segundo a polícia, Osny esteve preso por roubo e foi liberado há poucos dias. Bastou ele sair da cadeia, para começar a receber ameaças. Com medo que os marginais fossem atrás dele, o rapaz costumava colocar um sofá na porta de casa. Na noite de quinta-feira, porém, ele não escapou de seus assassinos.

Mãe

Por volta de 20h20, ele estava no bar com o pai na Rua Miguel Sarott, quando quatro homens em duas motocicletas invadiram o local anunciando assalto. Porém, os marginais exigiram que todos permanecessem dentro do bar, enquanto executavam o rapaz na frente do estabelecimento.

A mãe de Osny também viu a morte do filho. No local, ela contou que estava assistindo televisão quando ouviu uma movimentação estranha. Ela foi até a rua, onde se deparou com o filho sendo executado. De acordo com a PM, mesmo ferido, Osny ainda tentou correr por 30 metros, mas caiu no meio do caminho. Os marginais fugiram nas motos sem levar nada.