Um padre de Matinhos é acusado de afugentar a chicotadas estudantes de um colégio estadual que comemoravam o fim do ano letivo, no final da tarde de sexta-feira, na praça em frente à Igreja Matriz de São Pedro. Um dos golpes acertou a testa de uma menina, de 11 anos.

A criança fez exame de corpo de delito no Instituto Médico-Legal (IML) de Paranaguá, depois medicada no pronto-socorro. Segundo o delegado Messias Antônio Rosa, o boletim de ocorrências foi registrado com a presença da mãe e de representante de Conselho Tutelar.

Algazarra

De acordo com a denúncia da menina, ela e outros estudantes do Colégio Estadual Gabriel de Lara, que fica perto da paróquia, no centro de Matinhos, comemoravam ter passado de ano. O padre Mansueto Pontarolo teria perdido a paciência e foi na direção das crianças usando um chicote para espantá-las.

“Os alunos comemoravam em frente à igreja, jogando ovos uns nos outros e dando gargalhadas. O padre se sentiu incomodado com a algazarra e pegou o chicote, talvez para intimidar as crianças e acabou acertando a testa da garota. A princípio, é um ferimento leve, mas aguardamos o laudo do IML para saber que rumo tomar”, explicou o delegado.
A reportagem entrou em contato com a igreja e foi informada que o padre Mansueto estava de folga e não se encontrava na paróquia.