Walter Alves
Cerca de 50 policiais participaram da varredura.

Ação conjunta do 20.º Batalhão de Polícia Militar e policiais civis do 7.º Distrito Policial fechou a invasão Icaraí, no Uberaba, na tarde de ontem. Cinqüenta policiais militares seguiram a pé e de moto pelas ruas, e com as viaturas monitoravam a entrada e saída de pessoas da vila.

Segundo o major Ademar, comandante do 20.º BPM, o principal objetivo da ação é combater a violência nas regiões de maior índice de criminalidade. De acordo com Cícero, superintendente do 7.º Distrito Policial, duas equipes e o delegado Erineu Portes participaram da ação. ?Esse trabalho é fundamental, não só para coibir o crime, mas também para ajudar a resolver crimes que estão pendentes?, explicou.

Abordagem

A moradora Carmem Lúcia dos Santos foi abordada quando tentava sair da vila. ?É a primeira vez que passo por isso. Mesmo sendo constrangedor, acho que está correto. A gente precisa ter segurança. Moro aqui há três anos e já vi muita gente morrer na mão de bandido?, disse.

A ação começou às 15h e encerrou por volta de 20h.

Justificativa

Somente na última semana quatro pessoas foram vítimas da violência no Icaraí.

Na segunda-feira, por volta de 17h50, em menos de 10 minutos o motorista Davi Martins, 40 anos, e, Robson Leandro Pertile, 19, foram assassinados, ambos com cinco tiros.

No domingo, Maria de Fátima da Cruz, 31, e o filho dela, Leonardo José Adriano da Cruz Frondes, 13, foram baleados no meio da Avenida Central. O garoto morreu na hora e a mulher continua internada em estado grave.