Após 10 meses de investigação, a Polícia Civil prendeu 47 pessoas envolvidas com o tráfico de drogas. A operação, batizada de Testa de Ferro, foi dividida em duas partes e terminou nesta terça-feira (16).

Segundo o delegado Antonio Donizete Botelho, titular da 20ª Subdivisão Policial de Toledo, na primeira parte da operação, encerrada há aproximadamente três meses, a polícia prendeu 19 pessoas em flagrante, além da apreensão de 800 quilos de maconha; uma moto; um caminhão; 11 automóveis; seis armas e 570 munições.

A segunda parte da operação foi efetuada hoje na qual 28 indivíduos foram presos, além da apreensão de oito carros; uma moto; seis armas de fogo e mais de R$ 61 mil em dinheiro.

“O nome da operação é em virtude de que os chefes do tráfico nunca apareciam nas negociações, sempre mandando ‘laranjas’ em seus lugares, mas conseguimos identificar os mandantes e prendê-los”, disse o delegado Botelho.

Além das prisões e apreensões, a Justiça determinou o bloqueio de 61 contas bancárias e 23 veículos. As prisões foram efetuadas em Toledo, Cascavel, Castro e São José dos Pinhais, além de um indivíduo preso em Santa Catarina e um mandado de prisão em São Paulo, no qual o suspeito não foi localizado.