O advogado Michel Saliba de Oliveira, presidente licenciado da OAB Subseção Curitiba, está sendo investigado pelo Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos (Nurce). A determinação foi dada pelo secretário de Estado da Segurança Pública, Luiz Fernando Delazari, para que Saliba seja investigado principalmente nas ações judiciais que participou contra o governo do Estado para reabrir bingos em todo o Paraná. Saliba foi preso na semana passada durante a operação Big Brother, da Policia Federal, acusado de ser o líder no Paraná de uma quadrilha que aplicaria golpes milionários contra a Eletrobrás e Petrobras em vários estados do País.

De acordo com o delegado Douglas Vieira, que coordena as investigações, Saliba era comprovadamente o advogado do bingo Montecarlo, incorporado pelo Village através de um procedimento irregular na Junta Comercial, para conseguir liminar que permitisse a reabertura. Mesmo na prisão, Saliba será convocado pela polícia para prestar depoimento sobre o caso.

Nesta semana, a Justiça concedeu prorrogação de prazo para as investigações feitas pelo Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos (Nurce) no caso Village Batel e Junta Comercial.

Armação

Em julho de 2004, os proprietários do bingo Montecarlo entraram com um processo na Junta Comercial para a fusão da empresa ao Village Batel. Com o documento desta "nova" casa, os advogados conseguiram uma liminar no Tribunal Regional Federal da 4.ª Região, que permitiu a reabertura do bingo como Village Montecarlo.

De acordo com as investigações da polícia, quando o processo para a fusão das empresas começou a tramitar pela primeira vez na Junta Comercial, o funcionário que faz a análise dos pedidos, adotou o procedimento correto repassando a ação diretamente para o setor jurídico da instituição, que, posteriormente repassou-o para a Procuradoria Regional da Junta Comercial do Paraná. Mas, segundo o delegado, a tramitação correta faria com que os advogados do bingo perdessem o prazo para entrar com o pedido de liminar.