Desde a noite de sexta-feira, quando foi divulgada pela imprensa a prisão de Neviton Pretty Caetano, proprietário do site www.tvinjustica.com e da empresa Vera Cruz, dezenas de pessoas compareceram ao Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), onde ele está detido. A maioria foi até a especializada para engrossar a lista de registros de queixas de estelionato contra o empresário. No sábado, a Tribuna também recebeu diversos telefonemas de pessoas que reconheceram Neviton, pela foto publicada no jornal, e afirmaram ter sido lesadas pelo empresário.

De acordo com o delegado do Cope, Marcus Vinícius Michelotto, hoje ele será apresentado à imprensa. “Tem muita coisa sobre ele que pouca gente sabe, como armamentos, dinheiro e quilos de documentos que foram apreendidos em sua posse”, disse o delegado.

Preso

Neviton foi preso no seu escritório, na Rua Ebano Pereira, pela equipe do Cope, com mandado de prisão expedido pela Promotoria de Investigação Criminal (PIC). Entre as denúncias contra ele estão a de ter utilizado o site para extorquir um executivo da capital, através de matérias com acusações contra a vítima. Neviton teria exigido dinheiro para retirar o conteúdo da Internet.

Além disso, o presidente da comissão de fiscalização da OAB de Curitiba, Samuel Ricardo Rangel Silveira, afirmou que Neviton passava-se por advogado e, através da empresa Vera Cruz, prometia a pessoas carentes solucionar vários problemas jurídicos. O mais comum deles era “limpar” o nome do cliente que estava com alguma dívida, mediante ao pagamento parcelado do valor que a pessoa devia.