A coletora de materiais recicláveis Emídia Patrícia dos Santos, 45 anos, pode ter sido morta pelo marido, quase 20 anos mais velho. Ela foi esfaqueada na Rua José Bassa, Bairro Novo, no Sítio Cercado, em 22 de abril, um mês depois de Ary Ferreira, 63, ser solto da cadeia.

De acordo com o delegado Cristiano Quintas, da Delegacia de Homicídios, Ary foi preso por tentar matar Emídia, em 26 de agosto do ano passado. “Ele bateu nela, causando lesões graves na cabeça, e foi encaminhado à Delegacia da Mulher”, explica o delegado.

Cartas

Do Centro de Triagem II, em Piraquara, Ary mandava cartas com ameaças à esposa. “Ele dizia que não ficaria preso por muito tempo, e que, quando saísse, iria encontrá-la”, relata Cristiano. Ary foi solto em 21 de março e, segundo testemunhas, teria cumprido as ameaças. Ainda nesta semana, outras pessoas serão ouvidas sobre o crime.