enkontra.com
Fechar busca

Painel do Crime

Mulher nega envolvimento em mortes na Ceasa

Hipótese ainda não foi descartada pelo delegado Rubens Recalcatti

  • Por Marcelo Vellinho, Aprova Concursos

A polícia ouviu a ex-mulher de Valdevino Floriano, 44 anos, assassinado a tiros, ao lado do amigo Marcos Vanderlei Navroski, 43, na manhã de quarta-feira, dentro da Ceasa, no Tatuquara. Ela negou envolvimento na morte do ex-marido, contrariando os comentários surgidos no local do crime e repassados à polícia. Ela também negou as acusações de que teria dado veneno de rato para Valdevino, na tentativa de matá-lo.

Investigação

Apesar do depoimento da mulher, esta hipótese ainda não foi descartada pelo delegado Rubens Recalcatti, da Delegacia de Homicídios. “É uma das possibilidades, mas também temos outras linhas de investigação”, disse o delegado, sem dar mais detalhes. O suspeito de atirar nas vítimas foi identificado, por testemunhas, como “Toco”, que seria morador no Umbará. A polícia apurou que o rapaz é apontado como autor de outro assassinato.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Últimas Notícias

Mais comentadas