A explosão de um Vectra chamou a atenção de um morador do bairro Santa Cândida que, ao sair de casa para ver o que acontecia, ouviu gritos de socorro, na manhã desta segunda-feira (7). Presa pelo cinto de segurança, uma mulher de 54 anos pegava fogo no banco do motorista. 

Carro explode e mulher fica queimada.
Almir foi quem ouviu os pedidos de socorro. / Foto: Átila Alberti

O Vectra estava estacionado na Rua João Reboli próximo à Rua Fernando de Noronha quando explodiu, pouco antes do meio-dia. Mas o vigilante Almir de Lima Garcia conseguiu retirar a mulher do carro antes que ele incendiasse por completo. Identificada apenas como Maristela, foi socorrida em estado gravíssimo ao Hospital Evangélico. 

O vigilante disse que a mulher teve o cabelo todo queimado, e o fogo atingiu também os braços e o rosto dela. Ele comentou que a vítima cheirava a solvente. Segundo Almir, enquanto aguardava a chegada do Siate, a mulher contou que foi assaltada. “Ela dizia ‘querem me matar’ e que tinha que cancelar os cartões dela”.

O carro foi completamente destruído pelo fogo. Almir relatou que nenhum dos moradores da rua disse ter visto os criminosos. A Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) esteve no local.

Carro explode e mulher fica queimada.
Vectra ficou completamente danificado após explosão, mas vítima foi salva a tempo. / Foto: Átila Alberti