O motorista que levaria o deputado Valdir Rossoni, presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, de União da Vitória até Bituruna, sul do Estado, sofreu um atentado no início da noite de ontem.

De acordo com a Polícia Militar de Bituruna, o atentado aconteceu na PR-170, a cerca de 15 quilômetros do município, cidade natal de Rossoni. O Ômega alugado foi atingido por tiro de espingarda, calibre 12. Segundo a PM, Rossoni não estava no veículo que era ocupando pelo motorista e outro rapaz.

Conforme divulgado pela internet, o motorista pegaria o deputado em União da Vitória e o levaria até Bituruna. No entanto, o deputado teria pego carona com um amigo e chegou antes à cidade. Com a mudança de plano, Rossoni teria ordenado ao motorista para seguir direto de Curitiba até Bituruna.

O motorista teria revelado à polícia que, após ouvir um forte barulho, parou o veículo para ver se um pneu havia furado e constatou buracos na lataria e que o vidro estava estilhaçado. A PM registrou boletim de ocorrência sobre o caso. A reportagem tentou contato com o deputado para confirmar o incidente, mas não obteve retorno.

Denúncias

Rossoni colecionou inimigos ao denunciar supostos grampos em gabinetes da Assembleia e demitir funcionários comissionados, que haviam “criado raízes” na Casa. Também começou processo de moralização para acabar com empregados “fantasmas”.

A última polêmica foi a licitação para locação de veículos de luxo para atender a administração do Poder Legislativo. Um deles tem preço de mercado de R$ 120 mil.