Autores do assassinato de João
Aparecido ainda são desconhecidos.

Pedaços de pau decretaram o fim de “João da Faca”. João Aparecido Pinto, 35 anos, levou pauladas na cabeça, de desconhecidos, e foi encontrado morto às 7h30 de ontem, na Avenida do Canal, Santa Quitéria. Uma briga de bar é a provável causa do homicídio.

“João da Faca” morava no mesmo bairro com o irmão Honorato, que estranhou ao acordar e ver a cama da vítima vazia. Logo saberia a triste razão: um vizinho, chamado Reginaldo, bateu à porta da casa deles e avisou que João estava morto.

O irmão disse não saber quem teria motivos para matá-lo.

Botecos

Segundo Honorato, a única bronca em que João se meteu foi há alguns meses, durante uma briga de boteco. Ele teria esfaqueado um homem conhecido como Geraldo – que morreu pouco depois, mas não em razão dos ferimentos. “É que o Geraldo tomava muito”, contou.

A vítima, casada e pai de dois filhos, foi vista pela última vez num boteco da região. A informação fez surgirem as primeiras hipóteses do assassinato: um desentendimento originado no bar. De acordo com o perito Adílson, do Instituto de Criminalística, o crime ocorreu cerca de uma hora antes do corpo ser encontrado. Os criminosos levaram consigo o pedaço de pau usado no crime.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios.