Dois assassinatos atendidos pela Delegacia de Homicídios trazem alguns mistérios à investigação. Um deles é a morte do jovem Rafael Gomes, 25 anos, em frente a um salão de beleza da Rua Doutor Goulin, no Hugo Lange. Ele foi encontrado morto a tiros, com um cachimbo de crack no bolso, perto da vitrine do estabelecimento, que foi destruída com um grande pedaço de concreto. A polícia acredita que Rafael estava tentando roubar o local e acabou flagrado por uma pessoa armada, ainda não identificada, que fez o disparo fatal. O crime aconteceu no início da madrugada.

Outro caso que permanece obscuro é o assassinato de um rapaz não identificado, vestindo bermuda, camiseta e chinelos, encontrado perto de um matagal no bairro Campo de Santana, às 7h30 da manhã de sexta-feira. O local fica no prolongamento da Rua Professora Violeta Veloso da Costa, quase no cruzamento com a Rua Lucas de Carvalho, perto da empresa Eletrosul. Segundo moradores, vários tiros e gritos foram ouvidos nesta localidade, por volta das 22h30 de quinta-feira, porém ninguém se arriscou sair de casa para conferir o que era.