Cinco funcionários da PSV – Prestadora de Serviços Vitorino, contratados pela empresa Plaenge Empreendimento Ltda., encarregados da construção do Edifício Marc Chagal, foram indiciados por homicídio culposo, pela 24.ª Promotoria de Justiça de Londrina.

O julgamento, que aconteceu na última quarta-feira, foi em função da morte do operário Antônio Carlos Teixeira, 35 anos, que em 17 de março 2003 caiu de uma grua – equipamento utilizado para levantar grandes pesos – a 18 metros de altura. Outros dois operários que também caíram tiveram ferimentos leves.

Foram denunciados Joaquim Victorino e Otaviano Vargas Alves, gerente e operador de guindaste, também Juarez Vitorino Santos, sócio-proprietário da PSV, Wilson Aparecido da Silva, técnico de segurança do trabalho da Plaenge e Roberto Gomes de Moraes, engenheiro civil da construtora.