A polícia não tem pistas concretas do assassino de Bruce Sthanley Gonçalves, 11 anos, cujos ossos foram achados num matagal perto de onde ele foi visto pela última vez, em Araucária. “Estamos ouvindo pessoas e eventuais testemunhas, mas não temos uma conclusão”, disse o chefe de investigação da delegacia do município, Itamar Stradioto.

Segundo laudo do IML, o garoto foi morto com um tiro na cabeça, provavelmente de calibre 38. Pelas características do crime, Bruce teria sido vítima de execução, motivada por suposto acerto de contas ou vingança.

Assassinato

Paralelamente à morte de Bruce, a polícia investiga o assassinato de um rapaz de 18 anos, apontado como a última pessoa a ser vista em companhia do garoto. Nenhum suspeito foi preso.