Édson, Fernando e Mário,
capturados após perseguição.

Policiais do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) e quatro acusados de assaltar uma farmácia trocaram tiros, às 7h de ontem, no Centro Cívico. Na tentativa de fuga, o bandido que dirigia um Fiat Uno foi baleado na cabeça e perdeu o controle do carro, atropelando uma transeunte e invadindo um posto de combustíveis. O assaltante ferido morreu e os outros três foram presos em flagrante.

A viatura do Cope, com quatro policiais, voltava de uma operação de apoio solicitada pela delegacia de Quatro Barras. Na Rua Mateus Leme, um taxista parou o carro policial e avisou que o Fiat Uno, vermelho, AAY-4703, usado pelos assaltantes, havia acabado de passar por ali. A central de radiotáxi tinha informado a placa do Uno que deu fuga aos quatro bandidos – dez minutos antes eles haviam assaltado a Drogamed, na Rua Rocha Pombo, Juvevê.

Tiroteio

Houve perseguição e tiros. O condutor do Uno, identificado apenas pelo apelido de “Mecânico”, foi baleado na cabeça. O carro desgovernado atropelou a transeunte Cleuza Macedo, 47, e invadiu o posto na esquina da Rua Mateus Leme com a Coronel Agostinho Macedo. Os outros três ocupantes – Édson Ribeiro, 25; Mário José Gama, 19, e Fernando Machado de Oliveira, 20, receberam voz de prisão. O ferido foi encaminhado ao Hospital Evangélico, onde morreu no final da manhã. A mulher atropelada não sofreu ferimentos graves.

Segundo o Cope, o bandido morto é funcionário ou dono de uma oficina mecânica, de onde retirou o Uno pertencente a um cliente. A rede de farmácias entregou ao Cope as imagens de um assalto ocorrido segunda-feira, gravadas pelo circuito interno de TV. “Os mesmos quatro bandidos aparecem na fita. Havia ainda uma mulher”, disse o delegado Marcus Vinícius Michelotto, titular do Cope. O roubo de ontem não foi gravado por um problema técnico.