Uma semana depois de ter sido ferido com quatro tiros por assaltantes, o taxista Ivo Orivo Principal, 63 anos, morreu no início da manhã de sábado no Hospital do Trabalhador. Os autores do crime, que ocorreu por volta das 6h do último dia 9, ainda não foram identificados pela polícia.

Na madrugada daquele sábado, populares acionaram a Polícia Militar informando que um taxista estava gravemente ferido dentro de seu Santana-táxi, prefixo 1305, placa AOD-8629, parado no Contorno Leste, em São José dos Pinhais. Os denunciantes informaram ainda que viram quatro homens se embrenhando em um matagal.

Uma viatura da PM esteve no local, prestou socorro ao taxista, mas não conseguiu localizar nenhum suspeito. Como o taxista estava muito ferido, não foi possível apurar detalhes do crime.

O superintendente Everson Haisi, de São José dos Pinhais, disse que estava aguardando que o taxista se recuperasse para fornecer mais informações para elucidar o caso. Ele comentou que com a morte dele, a elucidação do caso se ficou mais complicada, já que ainda não foi identificada nenhuma testemunhas do latrocínio.