Ao sair de sua casa para verificar uma situação que envolvia seu irmão, a estudante Cinthia Luciana Godoy, 17 anos, foi ferida com um tiro no pescoço às 23h de sexta-feira, na Rua Caçador, Borda do Campo, em São José dos Pinhais. A adolescente chegou a ser socorrida e encaminhada ao Pronto Socorro do Hospital e Maternidade São José dos Pinhais, mas não resistiu aos ferimentos e morreu três horas depois de ser internada.

Familiares da jovem informaram à polícia que Cinthia estava em casa, quando o irmão dela chegou de carro. O rapaz abriu o portão e estacionou, mas ao descer do veículo, foi surpreendido por um grupo de aproximadamente dez rapazes. Por motivo ainda desconhecido, os indivíduos não deixaram que o irmão da vítima fechasse o portão da residência, dando início a uma discussão. As vozes dos arruaceiros chamaram a atenção de Cinthia que abriu a porta da casa e indagou: ""O que está acontecendo?" Em seguida um dos integrantes do grupo, efetuou um disparo que acertou o pescoço da menina, o que resultou em sua morte. Os parentes de Cinthia informaram ainda que não conhecem nenhum integrante do grupo e também não sabiam qual a intenção dos rapazes.

O superintendente Altair Ferreira, da Delegacia de São José dos Pinhais, disse que dois integrantes do grupo já foram identificados, inclusive o possível autor do disparo. "Logo após a polícia tomar conhecimento do ocorrido foi feita uma varredura para identificar os envolvidos na situação", explicou o superintendente. Um dos suspeitos, de 22 anos, deverá ser apresentado hoje na delegacia de São José dos Pinhais pelo seu advogado.