Odair Moreira da Silva, o “Marreta”, foi preso em Colombo, na sexta-feira. Ele é suspeito de ter sido contratado pelo traficante Fernandinho Beira-Mar, para assassinar o também traficante João Morel, em 2001, dentro de um presídio do Mato Grosso.

Marreta foi preso suspeito de assaltar um mercado no bairro Roseira acompanhado de uma adolescente, de 17 anos. Os dois levaram dinheiro e objetos pequenos do estabelecimento e roubaram um Palio para fugir. Na Estrada da Ribeira, Marreta colidiu com um Clio. O assaltante fugiu e a adolescente foi encaminhada ao hospital. O casal que estava no outro veículo também se feriu e foi levado ao Hospital Cajuru.

De acordo com a polícia, Marreta passou a noite no mato, mas foi capturado na sexta-feira, no Monte Castelo, pelos soldados Rodrigues e Jonas da Polícia Militar. Para a PM, Marreta confessou ter assaltado o mercado e foi encaminhado para o hospital para operar a perna fraturada. Ele está detido na delegacia do Alto Maracanã.

Cela

Marreta foi condenado em 2003 a 16 anos de prisão, por assassinar o traficante João Morel a mando de Fernandinho Beira-Mar, por R$ 60 mil mais um lote de terra com 23 hectares. O crime aconteceu na penitenciária de segurança máxima de Campo Grande (MS), onde Morel foi morto por quatro detentos armados com armas improvisadas. Na época, Marreta assumiu sozinho a autoria do crime.