Foto: Alberto Melnechuky/Tribuna

Pedro cobrou equipamento emprestado.

O empréstimo de um material agrícola a um vizinho pode ter sido o motivo da morte de Pedro do Amaral, 42 anos. Ele foi morto na noite de quarta-feira, por volta das 18h40, quando saía com compras do Mercado Andrade, na Estrada da Roça Velha, no bairro de mesmo nome, em São José dos Pinhais. Ao encontrar com o vizinho na saída do mercado, ambos passaram a discutir, e a briga resultou na morte de Pedro, que levou um tiro na cabeça e outro nos dedos da mão esquerda.

O chefe de investigação da delegacia de São José dos Pinhais, Altair Ferreira, informou que o advogado do vigilante Adilson Calegarin já entrou em contato com a DP e prometeu apresentá-lo hoje, para que ele esclareça o que motivou o crime. ?Ele não tem passagens pela polícia?, informou Altair.

No local do crime, o soldado Wedis, do 17.º Batalhão, disse que o vigilante é morador da Roça Velha. O soldado contou que, há algum tempo, Pedro teria emprestado um objeto agrícola a Adilson, e, ao encontrá-lo na saída do mercado, na noite de quarta-feira, cobrou de volta o objeto. A discussão acalorada terminou em luta corporal e dois tiros dados por Adilson.