Uma marca de bala no Escort que rodava pelo bairro Vista Alegre chamou a atenção da Polícia Militar. Os dois ocupantes foram abordados e, mais tarde, o motorista Geovani Martins da Silva, 19 anos, foi preso sob acusação de portar uma arma e objetos furtados.

Depois de constatar que Geovani não tinha carteira de habilitação, os PMs do 12.º Batalhão foram à casa dele, no mesmo bairro. Numa busca, encontraram uma pistola calibre 380, com dois carregadores e 17 munições, celulares, um aparelho de som e três talões de cheque roubados.

O acusado recebeu voz de prisão e foi levado, junto com os objetos, ao 3.º Distrito Policial. Segundo a PM, ele conta com passagem pela Delegacia do Adolescente por homicídio e é filho de Paulo Roberto da Silva, que respondeu vários inquéritos por roubo e homicídio e foi assassinado com 8 tiros há cerca de dois anos, também na Vista Alegre.