A criminalidade não deu trégua no sábado e madrugada de domingo, em Curitiba. Na madrugada, dois assassinatos ocorreram em bares. Por volta das 2h, David de Andrade, 21 anos, levou 10 tiros, no rosto, pescoço e barriga, dentro de um boteco da Rua Adelina Buffara Nasser, Vila Sabará, Cidade Industrial.

Já o marceneiro Michael Rodrigo de Araújo, 23 anos, foi assassinado na porta de um bar, na Rua Cid Campelo, também na CIC. O assassino, que não foi localizado, andou em direção de Michael e deu quatro tiros nele. O crime aconteceu por volta das 4h.

A violência deu um descanso durante a tarde, mas continuou na noite de sábado até a madrugada de domingo. Mais três pessoas foram assassinadas. Às 20h40 de sábado, Wilmar do Rocio dos Santos Júnior, 22 anos, foi baleado na Rua Piraquara, Sítio Cercado. De acordo com testemunhas, três rapazes se aproximaram da vítima, efetuaram os disparos, e fugiram de bicicleta.

Veículo

Além de buscar a identificação dos três homens que mataram Wilmar, investigadores da Delegacia de Homicídios também procuram pelo assassino de Edemar Aparecido de Castro, 32 anos.

Ele foi baleado por volta da 1h da madrugada de domingo perto de casa, na Rua Bley Zorning, Boqueirão. Edemar foi socorrido pelo Siate e encaminhado ao Hospital São José, onde morreu horas depois. No local onde aconteceram os disparos, devido ao horário, ninguém testemunhou o crime.

Duas horas depois, outro homicídio foi registrado em Curitiba. O auxiliar de logística Alexandro Ferreira dos Santos, 32 anos, trafegava em um veículo Gol pela Rua Jornalista Rubens Ávila, na Vila Verde, CIC, quando foi atingido por três tiros.

O carro só parou ao bater no portão de uma casa. Quando o proprietário da residência saiu para ver o que havia acontecido, encontrou o homem morto dentro do veículo e a rua deserta.