Alberto Melnechuky
Seir disse que se defendeu.

Denunciado pela própria mãe, Seir Anhof Moura, 30 anos, se entregou na noite de quinta-feira na Companhia da Polícia Militar, em Almirante Tamandaré. Acompanhado de seu pai, ele confessou que assassinou a pauladas, Reginaldo dos Santos, na noite de quarta-feira, no Jardim Roma, naquela cidade.

O superintendente Marco Aurélio Furtado contou que, na tarde de quinta-feira, a mãe de Seir – Rosemeri Anhof Moura – esteve na delegacia para visitar seu filho Leonardo Anhof Moura, que está preso por furto. ?Ela me procurou e contou que Seir seria o autor do homicídio. Inclusive prestou depoimento?, contou Furtado. Após a denúncia, policiais da delegacia foram até a casa do acusado, na Rua Campo Largo, mas não o encontraram. Mais tarde, Seir procurou a PM. Apesar de não ter mandado de prisão decretado, ele ficou detido.

O pai de Seir, Edécio Moura, disse que, quando o filho confessou o crime, não acreditou. Só se convenceu que era verdade após ouvir a mesma história contada pelo filho na imprensa. ?Melhor ele na cadeia, mas vivo, do que fora e morto?, comentou Edécio.

Confissão

Seir alegou que sua filha e sua irmã reclamaram que sua ex-namorada havia furtado roupas delas. Por este motivo, ele foi até a casa da jovem para tirar satisfações. Lá, encontrou Reginaldo – atual namorado da mulher. ?Ele comprou a briga?, disse Seir. Segundo ele, o rapaz estava armado com uma faca e chegou a feri-lo. Para se defender Seir arrancou uma ripa da cerca e foi para cima de Reginaldo, que morreu em seguida.

O superintendente disse que as investigações continuam para apurar outros crimes, que possam ter sido cometidos pelo detido. Furtado adiantou que Seir é o principal suspeito da morte da professora Tereza Tauram, 50 anos, em 29 de março.