Ladrões que assaltaram uma residência em Maringá (Norte do Paraná), moradores em São Paulo, arrependeram-se do ato ou quiseram diminuir a pena dos comparsas presos, devolvendo, ontem, vários equipamentos avaliados em R$ 10 mil. As caixas chegaram pelo correio, destinadas à 9.ª Subdivisão de Polícia. Os ladrões despenderam mais de R$ 100,00 para enviá-las.

O proprietário dos equipamentos, Hilton Nobouaki Ishizu, 40 anos, quase não acreditou. “É surpreendente.” O roubo havia acontecido em 8 de março, quando Ishizu chegou a ser ameaçado pelos dois ladrões paulistas, que estavam escondidos em uma edícula de sua casa.

Desconfiança

O proprietário desconfiou de um pedreiro que conhecia a casa, Grauciamu Luiz de Souza. Ele confirmou à polícia ter passado informações a Ailton Cesar de Oliveira, morador no mesmo bairro, que confessou ter contratado os dois paulistas.

Policiais chegaram a ir a São Paulo para tentar encontrar Edivaldo da Silva e outra pessoa conhecida como André ou “Japonês”, moradores no Jardim Iguatemi. Sem sucesso, retornaram a Maringá e ontem foram surpreendidos pela chegada de pacotes contendo um notebook, uma impressora, um scanner, um gravador de CDs e um aparelho de som.