Cinco homens foram presos suspeito de integrar uma quadrilha especializada em roubos de agências bancárias, em Curitiba. Entre os detidos está o vigilante Vinício Garcia Silva, 22 anos, apontado como chefe do bando.

Em um dos assaltos, no início do mês passado, ele facilitou a entrada dos comparsas, que levaram R$ 46 mil da agência. A polícia ainda procura por três membros da quadrilha, que já estão identificados.

“Investigamos os recentes assaltos a bancos ocorridos em Curitiba e chegamos a Vinício. A partir daí, identificamos o restante da quadrilha”, disse o delegado Hamilton da Paz, do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope). Também foram presos Onéias Krupnitski, 24, Jeferson Pontes Barbosa da Silva, 19, Wilian Justro da Silva, 28, e Anderson Gonçalves Hayzel, 35.

Três

De acordo com a polícia, o grupo teria assaltado três agências, uma em agosto e duas em setembro, todas na capital. “Roubaram a agência do Itaú, da Cidade Industrial, onde o Vinício trabalhava, uma agência do Banco do Brasil e outra do Banco Santander”, enumerou o delegado.

Hamilton lembrou ainda que o vigilante já tinha antecedente criminal por tráfico de drogas. “Como uma pessoa com esse histórico fica responsável pela segurança de uma agência bancária?”, questionou o policial.

Com os suspeitos, a polícia apreendeu um revólver calibre 38, com numeração lixada, maconha, munições e um colete balístico. As investigações continuam para tentar localizar os três foragidos e apurar se há participação da quadrilha em outros crimes. Os presos foram autuados por roubo e formação de quadrilha e levados ao Centro de Triagem II, em Piraquara.