Clever confessou três roubos.

Depois de assaltar uma casa lotérica na Rua Doutor Faivre, centro, Clever Matias dos Santos, 19 anos, foi detido por policiais militares do BPTran, quase que por acaso, na Praça Santos Andrade, às 15h de ontem. Clever não possuía passagens pela polícia e assumiu o roubo de três lotéricas. Ele foi autuado pelo delegado Dirceu Nascimento, na Central de Polícia.

O sargento Andrade e o soldado Melo, desciam a Travessa Alfredo Bufren, em busca de um ladrão que roubara roupas de uma loja. No caminho, foram avisados por uma mulher do assalto e ela passou as características do suspeito. Os PMs saltaram da viatura e o perseguiram a pé, detendo-o a menos de uma quadra. Clever estava com um revólver, calibre 38, que segundo relatou ao delegado, teria sido roubado de um segurança da UFPR, e 655 reais, levados da casa lotérica. A revista do assaltante foi acompanhada pela vítima, que declarou o roubo de cerca de 1.400 reais.

Roubos

Clever, que mora em uma pensão do centro, declarou já ter assaltado mais duas lotéricas, uma próxima da Doutor Faivre e outra no Alto da XV. Há suspeitas, porém, que ele tenha assaltado outra no Jardim Botânico. “Estava precisando de dinheiro e esses estabelecimentos têm seguro. Eu não quero machucar ninguém”, disse.