Um misterioso atirador matou um assaltante que havia acabado de roubar uma loja de presentes, na Rua Valdemiro Valaski, bairro Rio Pequeno, em São José dos Pinhais, na tarde de ontem. O bandido jogou o revólver no chão, correu 100 metros e foi baleado. O assassino fugiu num carro vermelho não identificado. O ladrão morto foi deixado para trás pelo comparsa.

Os assaltantes chegaram de moto, por volta das 15h30, e pararam em frente à loja. O ladrão que morreu entrou no estabelecimento de capacete e anunciou o roubo, fazendo a dona do estabelecimento e dois clientes reféns. “Meu tio tentou reagir e a arma já estava engatilhada para atirar nele, quando um vizinho gritou que era assalto. Eu me escondi atrás do balcão. Tinha duas crianças pequenas na loja”, relatou a vítima, que já pensa em fechar a loja por causa da violência.

Corrida

Quando o assaltante saía do estabelecimento, o “justiceiro” passou atirando. O assaltante que ficou na moto fugiu deixando o comparsa para trás. A bala, segundo a polícia, atravessou a mochila carregada com o dinheiro e celulares roubados do bazar.

A empresária, vítima do roubo, contou que abriu a loja há apenas 40 dias e, nesse intervalo, já sofreu dois assaltos. Ambos, segundo ela, foram praticados pelo mesmo marginal morto ontem. Ele aparentava ter 20 anos e foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal. Policiais militares reconheceram o rapaz, que já teria sido abordado em outras situações. Quem tiver informação sobre o atirador misterioso pode entrar em contato com a delegacia pelo telefone 3299-1500.