Dario da Silva é acusado de assaltar
lotérica no centro da cidade.

Investigadores da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) prenderam, na tarde de domingo, Dario Menezes da Silva, 28 anos, acusado de ter participado do assalto a uma casa lotérica, na Praça Generoso Marques, centro de Curitiba, no último dia 22. O rapaz foi apresentado ontem à imprensa, mas negou envolvimento na ação criminosa.

O assalto foi realizado por dois homens, armados com pistola nove milímetros e revólver calibre 38, que invadiram o estabelecimento por volta das 14h30. Renderam os funcionários e os obrigaram a entregar dinheiro, subtraindo R$ 1 mil. Toda a ação foi filmada pelo sistema interno de câmeras existente na lotérica. A dupla saiu do local e caminhou até um Santana Quantum, utilizado para a fuga. Entretanto, os marginais não notaram que foram seguidos e o número da placa do veículo foi anotado e informado à políca.

Fichado

A partir da placa, os investigadores chegaram até o nome de Dario e como ele já possuía ficha criminal, a fotografia dele foi mostrada às vítimas, que fizeram o reconhecimento. Diante disso, Dario foi preso em casa, na Barreirinha, através de um mandado expedido pela Justiça. Participaram da prisão os investigadores Bimba, Henrique, Alzira e Edmilson. Sobre o comparsa de Dario, os policiais informaram que já possuem a identificação e diligências serão feitas para a sua localização.

Dario saiu da Colônia Penal Agrícola (CPA) em novembro do ano passado, onde permaneceu por quatro anos, em decorrência de crime por estelionato. Além dessa contravenção, ele também tem passagem por assalto.