Hoesler de Oliveira, 19 anos, foi surpreendido pelos investigadores enquanto caminhava pelas ruas do Boqueirão, portando seis pedras de crack, no final de semana. Perguntado sobre a origem do entorpecente, o jovem confessou que, em sua casa, na Rua Carlos Frank, estavam guardadas outras 44 pedras. A droga foi achada em um porta-moedas. Hoesler, que também tem a alcunha de “Pinduca”, foi autuado por tráfico de drogas.

O preso relatou que está comercializando entorpecentes na região do Boqueirão há cerca de três meses e que cada pedra de crack era vendida a R$ 5,00. “Tava procurando emprego, mas como não encontrava resolvi vender drogas”, explicou Hoesler, dizendo que precisava de dinheiro para ajudar no sustento da casa.

A droga ele disse que conseguia na Vila Nova, também no Boqueirão, e que além da venda comprava para consumo próprio, pois é viciado. A prisão do jovem foi realizada pelos investigadores Thalles e Osmar.