Uma fatalidade aconteceu nas dependências do Cindacta II, Bacacheri, na manhã de ontem. Enquanto realizava o teste físico para seleção de soldados para a Aeronáutica, Anderson Teles, 19 anos, teve um mal súbito e caiu morto no pátio onde corria.

Segundo o coronel Aquino, comandante do Cindacta II, às 9h os jovens se apresentaram para concluir a segunda etapa do teste de admissão. O primeiro, de avaliação física, já tinha sido feito há alguns dias. Por volta das 10h30, os jovens deram o início ao aquecimento e em seguida à corrida de 2.400 metros. Ao fim do teste, quando os candidatos voltavam ao ritmo de caminhada, Anderson passou mal, desmaiou e caiu de costas, batendo a cabeça no chão. O médico que acompanhava o exame prestou atendimento de emergência, tentando reanimá-lo, mas a tentativa foi em vão.

O rapaz sofreu traumatismo craniano e parada cardíaca. “Foi uma fatalidade, pois não é nada comum um garoto dessa idade sofrer um mal súbito como esse. Vamos aguardar o laudo dos legistas do Instituto Médico Legal, para saber o que levou o jovem a passar mal”, finalizou o comandante.