Foto: Fábio Alexandre
Rapaz executado com sete tiros, no Uberaba.

A conversa de bar com os amigos, na noite de sábado, foi a última diversão de Setembrino Pires de Camargo Neto, 22 anos.

Ele foi morto com sete tiros, na Rua Aviador Armin Buhrer, no Uberaba, por volta das 21h de sábado. Seu amigo, Luiz Gustavo de Castro, da mesma idade, foi atingido por dois disparos e levado ao Hospital Cajuru, onde foi submetido a cirurgia e está se recuperando.

Investigadores da Delegacia de Homicídios (DH) foram informados que Setembrino estava dentro do bar, com Luiz Gustavo, quando cinco indivíduos apareceram na porta do estabelecimento. Setembrino se retirou do estabelecimento e, logo que desceu à calçada, foi atingido pelos disparos de pistola 380. A confusão sobrou para Luiz Gustavo, que aparentemente nada tinha com o caso, embora fosse amigo da vítima fatal.

A polícia já tem informações sobre um dos cinco encrenqueiros, mas desconhece o motivo da confusão. As vítimas não tinham passagens pela polícia. Luiz Gustavo será ouvido assim que se recuperar da cirurgia.

Familiares de Setembrino estiveram no Instituto Médico-Legal, na manhã de ontem, mas preferiram não falar nada sobre o caso. Eles alegaram que não moram em Curitiba e pouco sabiam sobre a vida do rapaz. Um primo distante, que mora na capital, apenas deu a entender que Setembrino havia se envolvido com coisas que não devia e há possibilidade de ter morrido em uma briga de gangues.