Uma quadrilha de assaltantes foi presa ontem e levada ao 5.º Distrito Policial (DP), no Bacacheri. Um dos detidos é suspeito de matar um travesti no Santa Cândida, na madrugada de domingo. Apesar do homicídio estar quase esclarecido, a vítima ainda não foi identificada oficialmente, mas se apresentava como Márcia ou Bruna Galisteu.

<Noticias Relacionadas>

O corpo do travesti foi encontrado caído na Estrada das Olarias, no Santa Cândida, no começo da manhã de domingo. O assassinato, segundo o delegado Rubens Recalcatti, da Delegacia de Homicídios (DH), teria ocorrido por volta das 4h, quando tiros foram ouvidos na região. A vítima tinha duas perfurações no rosto e outras duas num dos braços.

Programa

Recalcatti tem informações que o travesti seria morador em Araucária ou no Cajuru. Apurações preliminares dão conta que a vítima se prostituía na rua em Araucária, onde foi pega pelos assassinos e levada até o Santa Cândida. O motivo, supõe a polícia, é que, no meio do programa, os assassinos perceberam que não estavam com uma mulher. Recalcatti e o delegado Geraldo Celezinski, do 5.º DP, darão mais informações hoje.