Foto: Ciciro Back

Dono da Marlinpel estima prejuízo de R$ 300 mil.

Incêndio de grandes proporções destruiu a empresa de papéis Marlinpel, na Rua Joinville, bairro Braga, em São José dos Pinhais. O fogo começou pouco antes das 15h de ontem e se alastrou rapidamente pelos 700 metros quadrados do barracão. Nenhum dos 15 funcionários que trabalhavam no local se feriu. Pouco depois de uma hora, o fogo estava controlado. No entanto, os bombeiros tinham a previsão que o trabalho de rescaldo terminasse apenas na manhã de hoje.

Segundo Josiel Regly, proprietário da Marlinpel, o fogo teria sido gerado por um curto-circuito em uma prensa, nos fundos da empresa, e logo atingiu bobinas de papel. Os funcionários saíram rapidamente e chamaram os bombeiros, que chegaram em menos de dez minutos ao local.

Seis caminhões de combate a incêndio, uma escada mecânica e dois tratores foram usados pelos 25 bombeiros no combate às chamas. Cerca de 50 mil litros de água foram usados para extinguir o incêndio e havia a previsão da mesma quantidade no trabalho de rescaldo. Moradores de casas vizinhas foram retirados dos imóveis por medida de segurança. A Guarda Municipal e a Polícia Militar fizeram barreiras na Rua Joinville, isolando o trânsito na quadra.

Rescaldo

Depois de controlado o fogo, duas retroescavadeiras ajudaram no trabalho de rescaldo. Aos poucos iam removendo os papéis e demais materiais de dentro do barracão. A prensa que teve o curto-circuito nunca havia apresentado problemas antes. De acordo com o tenente Daverson, dos bombeiros em São José dos Pinhais, das seis máquinas que havia dentro do barracão, pelo menos quatro não ficaram comprometidas.

Regly explicou que a Marlinpel transforma bobinas em rolos de papel higiênico e papel toalha. A empresa está instalada no local há seis meses. O dono da empresa revelou que não possui seguro e o prejuízo pode chegar a até R$ 300 mil.