O 3.º Distrito Policial de Curitiba deu início, ontem, às investigações sobre o caso de maus-tratos contra uma senhora de 84 anos denunciado quinta-feira numa reportagem do telejornal Paraná TV.

Vera Lúcia de Oliveira, 42 anos, que trabalhava há mais de um ano cuidando da senhora (cujo nome está sendo preservado), foi flagrada por uma câmera escondida pela família da vítima agredindo a idosa com tapas e puxões de cabelo, entre outras barbaridades.

A família desconfiou que a senhora estava sofrendo maus-tratos, porque vinha emagrecendo, ficando deprimida, quieta, sonolenta e com problemas de memória. E por isso decidiu colocar uma câmera na sala de sua casa. Em apenas quatro dias de filmagens foram comprovadas as agressões.

O delegado Celso Neves, responsável pelo caso, confirmou que as gravações são provas suficientes para incriminar Vera, mas ressaltou que, de acordo com o procedimento padrão, será necessário, primeiro, colher os depoimentos das pessoas envolvidas. Na segunda-feira, testemunhas da família serão ouvidas pela polícia.

Também na segunda-feira, a agressora deverá ser intimada a prestar depoimento, se não comparecer, terá sua prisão decretada.