As polícias paranaense e catarinense já identificaram 34 torcedores envolvidos na briga nas arquibancadas da Arena Joinville, durante o jogo entre Atlético e Vasco, que deixou quatro feridos no domingo (11). Um dos torcedores espancados covardemente permanece internado e três vascaínos estão detidos no Presídio Regional de Joinville.

A Delegacia Móvel de Atendimento ao Futebol e Eventos (Demafe) identificou 19 atleticanos envolvidos na pancadaria. Segundo o delegado Clóvis Galvão, alguns são conhecidos da polícia por promover desordem. “São sempre os mesmos, Dos já identificados quatro ou cinco já tem passagem por arruaça e badernas em estádios de futebol”, declarou o delegado à RPCTV. A identificação foi feita com base em fotos e vídeos. Outros 15 torcedores, esses do time adversário, teriam sido identificados pela polícia de Santa Catarina.

Os nomes não foram divulgados até que se conclua a identificação, o que deve ocorrer na sexta-feira, quando Galvão pretende reunir todo o material e enviar para a delegacia de Joinville, responsável pela investigação. O trabalho também inclui análise de quais crimes podem ser atribuídos a cada um dos identificados. Entre as possíveis acusações estão tentativa de homicídio, lesões corporais e formação de quadrilha.

A polícia catarinense criou um e-mail denunciajogo joinville@pc.sc .gov.br para denúncias anônimas e vídeos ou fotos que possam ajudar na identificação dos baderneiros. Esse material também pode ser enviado para o Paraná Online, pelo e-mail fale @pron.com.br.

Demissão

O ex-vereador de Curitiba Juliano Borghetti foi flagrado na confusão, o que o obrigou a pedir demissão do cargo de superintendente da EcoParaná, empresa estatal ligada ao governo paranaense.

Conforme divulgado pelo site G1, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pretende julgar a responsabilidade do Atlético-PR e do Vasco sobre a briga e a segurança dos torcedores. De acordo com a entidade, o julgamento está marcado para sexta-feira.

Arquivo
Confusão deixou quatro feridos, um ainda está internado.