enkontra.com
Fechar busca

Painel do Crime

Homicídios investiga o assassinato de bancário

  • Por Carlos Simon

A Delegacia de Homicídios junta informações para desvendar o misterioso assassinato do bancário Luís Carlos Ferreira, 37 anos, morto com uma facada no pescoço na Rua Almirante Gonçalves, Rebouças, quinta-feira de madrugada. A primeira pista é o sumiço de um cartão de crédito, que aponta para um possível latrocínio (roubo seguido de morte).

A estudante Leila Sandra de Carvalho, 29 anos, irmã e vizinha de Luís Carlos, prestou declarações à polícia mas pouco pôde esclarecer sobre o crime. A vítima, natural de Iretama, Norte do Paraná, veio há dois anos para Curitiba e trabalhava no banco Bradesco. Divorciado, era considerado pacífico pela família. “Ele não tinha inimigos e nunca mencionou estar sendo ameaçado”, disse o superintendente Neimir Cristóvão, da DH.

Morte

O bancário chegou do trabalho às 20h de quarta-feira e às 22h saiu a pé para comprar cigarros. Duas horas mais tarde foi encontrado morto num canto escuro da Almirante Gonçalves, a duas quadras de casa, completamente nu e com uma profunda facada no pescoço. Como não portava documentos, só foi reconhecido quando parentes o procuraram no IML, quinta-feira à tarde.

A irmã notou a falta de um cartão de crédito do Bradesco – que possivelmente seria usado para comprar os cigarros. Os demais documentos e objetos de valor ficaram na casa do bancário. A informação levanta a suspeita de latrocínio, embora a polícia e a família não saibam explicar por que Luiz Carlos estava nu e suas roupas não foram levadas pelos criminosos.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas