enkontra.com
Fechar busca

Painel do Crime

"Sou o Satanás"

Homem transtornado destrói quarto de pensão

Para contê-lo, os policiais dispararam um tiro contra a perna dele

  • Por Fernanda Deslandes

Um homem completamente transtornado, identificando-se como Satanás, destruiu o quarto de pensão onde morava, atacou vizinhos, policiais militares e até socorristas do Siate na manhã de hoje (13), no Jardim Nossa Senhora de Fátima, em Colombo. Nem depois de ser baleado na perna ele parou de tentar agredir todos que se aproximavam.

Osvaldo Dias de Andrade, 44 anos, passou a morar na pensão que fica na Rua Tunísia, esquina com a Rua Getúlio Vargas, bairro Rio Verde, a pouco mais de 15 dias.

Na última semana ele começou a incomodar os vizinhos de quarto arranjando confusão sem motivos. Na madrugada de ontem, ninguém conseguiu dormir. Osvaldo pulava pelo quarto, batia nas paredes e cantarolava alto.

Ele quebrou equipamentos eletrônicos, o encanamento e tirou todos os pertences do lugar. Pouco antes das 6h, o homem que dormia no quarto ao lado, freqüentador de uma igreja evangélica, tentou acalmá-lo e foi recebido com xingamentos. Com medo, o vizinho chamou a polícia.

Osvaldo derrubou a socos o compensado de madeira que separava os dois quartos e tentou agredir o vizinho. Além de empurrões e chutes, ele chegou a morder o religioso, que resistiu por alguns minutos tentando afasta-lo e só conseguiu fugir quando a Polícia Militar chegou.

Os policiais conseguiram acesso ao quarto pelos fundos, quando o proprietário da pensão ergueu uma porta de aço onde já foi a entrada de um bar, na Rua Tunísia.

O quarto, entretanto, ainda era cercado por uma grade, e Osvaldo não deu margem para conversa nem deixou os policiais se aproximarem. A equipe utilizou um vidro inteiro de spray de pimenta na direção de Osvaldo, e ele abriu a boca, pedindo com ironia para que os policiais jogassem mais.

Em um minuto de distração, ele conseguiu arrebentar a grade e saiu correndo para a rua, com uma foice na mão. Testemunhas relataram que Osvaldo tentou agredir uma pessoa que passava na rua, mas foi imobilizado pelos policiais e largou a foice.

Ele entrou em luta corporal com um dos policiais, e o outro, depois de dar um tiro no chão e perceber que nem assim Osvaldo parava, efetuou um disparo na perna do homem transtornado.

Uma equipe do Siate foi até o local para tentar socorre-lo. Mesmo com uma fratura na perna, causada pelo tiro, ele segurou as pernas dos socorristas e dos policiais, e tentou evitar de todas as maneiras a entrada na ambulância.

Ainda não vencido pela dor, quando questionado sobre seu nome, ele dizia apenas que era Satanás. Osvaldo foi encaminhado ao Hospital Cajuru, de onde será transferido à Delegacia do Alto Maracanã.

Ele foi autuado por agressão, desacato e ameaça. Os vizinhos não souberam explicar porque ele reagiu desta maneira. “Ele sempre bebe muito, mas nunca vimos ele usar drogas. Ele só pode ter algum tipo de problema mental”, lamenta o vizinho agredido.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Últimas Notícias

Mais comentadas