Inconformado com a separação, um caminhoneiro causou banho de sangue na casa da ex-mulher, na Rua Antônia Campana Koubetch, na Cidade Industrial de Curitiba, na noite desta quinta-feira (20). O homem, de 40 anos, foi à casa da ex para matá-la. Ele esfaqueou a mulher, de 27, uma amiga da jovem, que estava na casa, e tentou se matar cravando a faca no pescoço. Os três foram encaminhados a hospitais da capital e a ex-mulher com risco de morte.

Segundo Lucineia Rabello Mendes, de 32 anos, o homem chegou transtornado à casa da moça e dizia que iria matá-la. “Tentei ajudá-la e ele disse que se eu não saísse da frente dela, ele me mataria também. Eu não saí e ele me esfaqueou no braço”, contou. Depois de esfaquear Lucineia e cravar a faca na barriga da ex, o caminhoneiro tentou se matar, golpeando o próprio pescoço.

A ex-mulher, Sandra Rabello Mendes, levou uma facada profunda na barriga e precisou inclusive de atendimento do médico do Siate. De acordo com os socorristas, o estado de saúde dela era gravíssimo. As duas foram encaminhadas ao Hospital do Trabalhador.

O caminhoneiro, identificado como Paulo Cesar de Oliveira, literalmente com a faca no pescoço, foi encaminhado ao Hospital Cajuru. O estado dele também era considerado grave, com risco de morte. Uma equipe da Polícia Militar acompanhou o encaminhamento de Paulo e deve aguardar que se recupere para ser levado à delegacia.