Robson Pereira da Silva, de 24 anos, resolveu aproveitar o final de semana de visita aos presos da Penitenciária Central do Estado (PCE), em Piraquara, na Grande Curitiba, para entrar com uma encomenda no presídio. Porém, seu plano não deu certo e ele foi flagrado com um aparelho celular e uma nota de R$ 10 escondidos no ânus. Detido pelos agentes penitenciários, o rapaz foi encaminhado à delegacia de Piraquara, para prestar esclarecimentos.

Em seu depoimento, Robson afirmou que aceitou fazer a entrega em troca de R$ 300 que receberia para quitar uma dívida. Segundo ele, a orientação era para que colocasse a embalagem no banheiro da área de visitas. “Eu nem sabia o que tinha dentro do pacote”, alegou Robson.

O inspetor da PCE, Roberto Rodrigues, explicou que o rapaz foi flagrado ao sentar no banco com detector de metais. “Fizemos uma revista minuciosa e encontramos a embalagem. O celular estava coberto com papel carbono, usado para tentar inibir o sensor, mas a tecnologia derrubou o esquema”, declarou Roberto.

Conforme consta na ficha credencial de Robson, ele estava lá para visitar o amigo Luiz Henrique Bueno Bonfim, que, segundo o inspetor, será ouvido pelo Conselho Disciplinar da PCE a fim de seja apurado seu possível envolvimento na ocorrência.