Quando comprava cigarros em um bar na Rua Castro, Jardim Guaraituba, em Colombo, o pedreiro Roberto Moreira da Silva, 29 anos, foi executado com dois tiros na cabeça, às 21h de ontem. O crime foi presenciado pela esposa da vítima, chamada Leonilda e conhecida por “Polaca”.

Segundo o irmão de Roberto, a cunhada lhe contou que dois homens encapuzados invadiram o boteco e atiraram. Há informações que um deles teria dito “é você mesmo”, antes de atirar na cabeça da vítima. Roberto tombou morto ao lado da mesa de sinuca.

De acordo com o superintendente José Braga, da delegacia local, a mulher não foi encontrada. Entretanto, no local do crime, “Polaca” contou a radialistas que não sabia se Roberto era ameaçado.